Gestão de Frotas

Como fazer o controle financeiro da sua frota?

Para administrar a sua frota, é preciso um bom controle financeiro, afinal estamos falando de uma grande quantia de recursos investidos na aquisição dos veículos, na contratação e capacitação das equipes etc. Por isso, é importante fazer o controle financeiro da frota.

Quais veículos estão apresentando o melhor custo-benefício? Quais deles vivem visitando a oficina ou estão gastando mais combustível do que o normal? Você tem estas respostas na ponta da língua? Se estiver fazendo o controle mensal da frota, sim.


>> Gestão simplificada de despesas com pedágios e estacionamentos? Conheça ConectCar Frotas. 

Controlar e planejar as rotas a serem seguidas, gerenciar os custos com manutenções preventivas e corretivas, fechar parcerias com fornecedores de peças e serviços, além de verificar os relatórios de desempenho dos veículos são estratégias inteligentes para manter a frota rodando sem gastos desnecessários.

Além disso, em se tratando de custos de frota, não podemos focar apenas nos gastos relativos aos veículos, também é preciso levar em conta valores relativos a tributos como o CIOT, o IPVA, a CNH dos condutores, o CRLV (licenciamento), além de multas, sinistros e a ociosidade.

Este controle faz parte de uma gestão eficiente e enxuta, que seguramente vai elevar o seu negócio a um outro patamar, com o uso consciente de recursos. Separamos algumas dicas para você fazer o controle financeiro da sua frota com eficiência, a fim de tomar decisões inteligentes na gestão.

1. Manutenções

As manutenções são indispensáveis para o bom funcionamento dos veículos. Contudo, para gerenciá-los da melhor forma, quem gerencia frotas precisa ter atenção, pois há três tipos de manutenções que podem ser feitas nos veículos. São elas: corretivas, preventivas e preditivas.

A manutenção corretiva, como o próprio nome já diz, consiste em reparar as peças depois que elas apresentam defeito, mas isso pode fazer com que os veículos estejam suscetíveis a falhas mecânicas durante as viagens, aumentando as chances de ocorrerem acidentes, paralisações, assaltos e atrasos nas entregas.

Por isso, para prevenir possíveis imprevistos, que podem gerar atrasos e, em casos extremos, acidentes, o ideal é que se invista na manutenção preventiva. Ela deve ser feita periodicamente com o objetivo de manter o funcionamento do veículo o mais próximo das condições de fábrica.

Já as manutenções preditivas visam assegurar um controle maior quanto ao bom funcionamento e a eficiência de cada componente do veículo. Nela, são usados alguns equipamentos, como escaneamento de central, termografia, análise de vibração, ultrassom, entre outros.

2. Faça parcerias com fornecedores de peças e serviços

É essencial firmar parcerias com fornecedores e prestadores de serviços que estejam alinhados às suas necessidades. Os acordos podem envolver postos de combustíveis, empresas de manutenção e fabricantes ou distribuidores de peças e pneus. Garantindo melhores preços e maior confiabilidade.

Desse modo, você diminui os gastos e obtém um nível maior de estabilidade na condução dos negócios.

3. Utilize ferramentas que auxiliam no controle de custos da frota

Felizmente, existem diversas ferramentas que são de grande ajuda na hora de controlar os custos da frota. Mesmo a tradicional planilha, se elaborada de acordo com as necessidades e particularidades de cada frota, pode ser uma excelente companheira nessa tarefa.

Inclusive, há softwares de gestão que permitem o acompanhamento dos veículos e dos indicadores, sendo ótimas opções para visualizar e controlar os gastos como um todo. Despesas gerais, como gastos dos motoristas com alimentação, pedágios, estacionamentos e abastecimentos também são devidamente mapeados. 

Aliás, dentro desse universo de despesas, os gastos com pedágios e estacionamentos estão entre os que mais impactam na gestão financeira das frotas. Por isso, para ter acesso a todas as informações para a gestão destes gastos de toda a frota da sua empresa, contrate o ConectCar Frotas. Com ele, é possível acompanhar seu saldo em tempo real em uma só conta. É tudo on-line: contratação, recargas, extrato, controle de passagens e muito mais.

4. Controle gastos com abastecimento

Um dos custos a que mais se deve dar atenção é com o abastecimento, pois as despesas com combustíveis são altamente significativas em uma frota.

É preciso ter atenção com as escolhas das rotas, pois o movimento intenso e a má qualidade das pistas influenciam no consumo. Assim como o aspecto geral dos veículos. Coisas simples como o alinhamento, o balanceamento e a calibragem dos pneus podem ser determinantes para que os gastos sejam maiores ou menores.

Novamente, é essencial ter um sistema que exiba todo o histórico dos abastecimentos, quantidade de litros, valores, tipo de combustível, comparação de custos e média por quilômetro de cada veículo. Essas informações ajudam em tomadas de decisões importantes, como renovação da frota, por exemplo, e também se não há desvios ou gastos desnecessários.

Outro ponto determinante no que diz respeito a combustíveis é a origem. Por isso, faça contratos e parcerias com postos e distribuidoras de confiança. Isso ajuda não só a conseguir melhores preços, como evitar contratempos.

Com a ConectCar você controla facilmente despesas com pedágios e estacionamentos.

Contrate o ConectCar Frotas para empresas a partir de dois veículos e tenha gestão simplificada de seus gastos.